Plano de aposentadoria

Plano de Aposentadoria

Com a expectativa de vida média no Brasil em cerca de 75 anos, consequentemente também aumenta a preocupação com o futuro financeiro e, surge a reflexão sobre que tipo de planejamento financeiro realizar pensando na longevidade, que tem aumentando gradativamente no país nos últimos anos.

Com a modernização da medicina, cada vez mais e melhor equipada com tecnologias avançadas, o aumento da população idosa no país também ocorre em paralelo com uma maior preocupação com a qualidade de vida nessa geração, afinal, quem envelhece hoje, não é mais a mesma geração que envelhecia anos atrás, e se conformava em ficar em casa, com a maior parte de sua renda comprometida com o uso de medicações. Hoje, a população que se aposenta, ainda é bastante ativa economicamente e consome muitos além de cuidados com a saúde, buscar lazer, diversão, turismo, boa gastronomia, bem-estar e é consumidora ativa no comércio.

Mas, para ter este poder aquisitivo, que muitas vezes também se responsabiliza em contribuir com a família, é preciso um bom planejamento financeiro, porque simplesmente pensar em se aposentar aos 60 anos e “viver de renda” pode ser arriscado, ainda mais sem reservas e diante de imprevistos que podem ocorrer, como a perda do emprego de um integrante da família, ou alguma doença que exija um tratamento de alto custo. Pesquisas indicam que os últimos anos da vida de uma pessoa são os mais caros, justamente por envolver a necessidade do uso de medicações e tratamentos médicos que podem ser longos. Por isso, é importante estar preparado para os desafios e imprevistos financeiros, que podem colocar em risco os planos mais desejados.

Mas então, qual a melhor estratégia para alcançar o tão desejado planejamento financeiro? É necessário trabalhar mais, poupar mais, ou quem sabe diversificar os investimentos realizados? Certamente todas estas alterativas são muito positivas, mas, há mais outras opções de investimento seguras, flexíveis e bastante eficazes, como o Seguro de Vida Inteira e a Previdência Privada. Ambos são muito positivos, tanto enquanto prevenção financeira, quanto como investimento.

O Seguro de Vida Inteira, também conhecido popularmente como Seguro Resgatável, é ideal para formação de reserva financeira. E além de ser uma ótima opção para proteção da própria vida e de familiares, durante a juventude e maturidade, também é uma forma de sustento para a longevidade.

Já a Previdência Privada é uma estratégia que força um acúmulo de recursos a longo prazo. A escolha do plano mais adequado e do montante de recursos a ser investido, proporciona tranquilidade, em meio a um cenário de instabilidade econômica.

Saiba mais sobre a Previdência Privada

A Previdência Privada é uma estratégia financeira bastante simples e ideal para pessoas com um perfil mais conservador e que objetivam retorno a longo prazo.

O produto de previdência privada mais indicado para questões ligadas à sucessão patrimonial é o VGBL – Vida Gerador de Benefício Livre, porque através dele é possível especifica e determinar quem serão as pessoas que receberão o dinheiro (beneficiários) após a morte do contratante. Isso porque, ao contrário de outros produtos financeiros, esse tipo de plano não passará pelo inventário. Logo, esse benefício é importante porque normalmente em um processo de inventário, a transmissão dos bens é taxada pelo ITCMD (Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doações) – Esse imposto estadual possui alíquotas diferentes para cada estado. Em Minas Gerais, por exemplo, a alíquota é 4%. Desta forma, uma herança de R$ 2 milhões geraria R$ 80 mil de impostos. E o dinheiro depositado em um VGBL está isento desse pagamento – ou seja, mais R$ 80 mil na conta. A modalidade VGBL também é indicada para quem declara o Imposto de Renda no modelo simplificado.

E, analisando todo o contexto, é preciso considerar que o sistema judicial brasileiro é bastante lento, e que normalmente um processo de partilha de bens incluso dentro do inventário é judicial, podendo demorar bastante para ser concluído, além de envolver altos custos com despesas advocatícias. E no VGBL, o processo de recebimento dos recursos é bastante eficaz e, acredite, faz bastante diferença para os beneficiários receberem o capital em poucos meses, ao invés de ter que aguardar alguns anos, sem previsão de conclusão.

Por isso, se você está em busca de um bom planejamento financeiro, já pensando na posteridade, considere saber mais sobre os benefícios e vantagens tanto de um bom Seguro de Vida Inteira, quanto de uma Previdência Privada, pois ambos são muito eficazes em seu propósito. Para isso, conte com empresas e profissionais de confiança, experientes na área e preparados para lhe apresentar as alternativas que melhor se adaptam ao seu perfil e sua necessidade.

Conte comigo neste momento! Eu sou Michel Goulart, especialista em planejamento de gestão de risco financeiro, da Prudential do Brasil e posso auxiliar com esse assunto. Para saber mais detalhes sobre o seguro Vida Inteira ou Previdência Privada, entre em contato!

Rolar para cima